NAVEG, uma história de dedicação ao ensino da Endoscopia Ginecológica no Brasil.

Não vou aqui escrever um livro de história da medicina, mas não posso me furtar de contar alguns pontos importantes de nossa história, mencionar fatos que fazem parte dos alicerces da Endoscopia Ginecológica brasileira e da Santa Casa de São Paulo.

Nossa escola de Endoscopia Ginecológica nasceu 5 décadas antes de sua fundação oficial, quando nosso metre e “guru”, o Professor Nilson Donadio, realizou os primeiros procedimentos laparoscópicos na Santa asa de São Paulo. Alguns anos depois, em meados dos anos 70, o Professor Donadio e seu então assistente, Tsutomu Aoki, já realizavam, e ensinavam, rotineiramente os procedimentos diagnósticos por laparoscopia em nosso hospital. Os “tutoriais” do professor Donadio marcaram época e estimularam muitos colegas a dar o primeiro passo neste universo. Cientes da nossa missão assistencial os tutoriais assumiram um novo formato, adotaram o nome de “mutirão” e perpetuaram o legado de assistência e ensino de seus precursores.

Tamanha foi a importância deste método em nosso meio que rapidamente criou-se o Setor de Endoscopia Ginecológica e Endometriose em nosso departamento. Chefiados pelo Professor Tsutomu Aoki por quase duas décadas, os médicos deste setor experimentaram uma das maiores revoluções da cirurgia mundial: o advento da endocâmera e transformação da laparoscopia diagnóstica em videocirurgia.

E nós estávamos lá!!!

Somos testemunhas vivas dos primeiros momentos da videocirurgia ginecológica no Brasil, convivemos, auxiliamos e operamos com os pioneiros da cirurgia laparoscópica e da histeroscopia cirúrgica em nosso meio. A eles, nossa eterna gratidão!!

Mas o tempo não para e a curiosidade do ser humano, o desejo de oferecer sempre o melhor às nossas pacientes, associado à insaciável evolução tecnológica, bateu a nossa porta novamente e nos uniu a um grupo de lideres mundiais com vocação para docência em Endoscopia Ginecológica; o Instituto Europeu de Ciências Endoscópica (IECE). Coordenado no Brasil pelo professor Luiz Cavalcanti de Albuquerque Neto e, internacionalmente, pelos ícones da endoscopia ginecológica europeia, Luca Mencaglia e Arnaud Wattiez, o IECE foi responsável por liderar e padronizar o ensino da cirurgia laparoscópica e da histeroscopia ambulatorial e cirúrgica em nosso país.

E mais uma vez, nós estávamos lá!!!

Tivemos a honra de coordenar os cursos de laparoscopia do IECE no Brasil por 10 anos (2003-2013) e auxiliar outros amigos, e renomados professores, na montagem e crescimento de diversas outras sedes do IECE na américa latina (Argentina, Chile, Venezuela e México). Realizamos, neste período, centenas de cursos “Master” (Introdução a Sutura Laparoscópica) e “Top Master” (Curso Avançado de Dissecção e Sutura Laparoscópica). Durante este período, e nos anos que se seguiram, tivemos o prazer de conviver com o amigo, e incansável incentivador das técnicas de sutura laparoscópica, o Professor Armando Romeo. Com ele aprendemos, aperfeiçoamos e aplicamos todos os conceitos pedagógicos da docência em endoscopia ginecológica.

Não demorou para que a bem-sucedida experiência europeia de ensino da cirurgia laparoscópica nos grandes centros de treinamento como o CICE, em Clermont Ferrand, e o IRCAD, em Estrasburgo, chegassem ao Brasil. A abertura do IRCAD Barretos em 2011 trouxe para o nosso meio um novo conceito no ensino da endoscopia ginecológica: qualidade técnica e científica de alto nível associado a um ambiente com a melhor tecnologia disponível mundialmente.

E nós estávamos lá!!

Sempre presentes auxiliando os amigos do IRCAD a promover ensino e educação de qualidade no campo da endoscopia ginecológica e endometriose. Foi neste período que as sementes plantadas por nossos mestres na Santa Casa começaram a germinar e a ideia de ampliar nossa atuação no ensino da endoscopia ganhou forma

E nós estávamos lá!!

Em abril de 2013 colocamos a pedra fundamental do NAVEG – Núcleo Avançado de Videoendoscopia Ginecológica, e iniciamos nosso trabalho educação médica continuada dentro da Santa Casa de São Paulo.

Ao longo destes últimos anos o NAVEG organizou e ministrou mais 50 cursos práticos de treinamento em endoscopia ginecológica com programação pedagógica variando de cursos de introdução a laparoscópica com foco em residentes e jovens cirurgiões, aos cursos de imersão em endometriose com foco na capacitação de equipes multidisciplinares para o atendimento de mulheres com endometriose. Nossos horizontes foram ainda mais amplos nestes primeiros sete anos de vida do NAVEG e realizamos, de forma pioneira em nosso país, o primeiro Simpósio inteiramente dedicado ao aprendizado da anatomia pélvica laparoscópica e técnicas cirúrgicas avançadas em ginecologia e o primeiro workshop de anatomia cirúrgica em cadáveres, conhecido como CadaverLab, em parceria com o IRCAD-Barretos. Hoje já acumulamos 7 Simpósios de Anatomia e 5 Cadaverlab realizados com grande sucesso. São centenas de amigos, ex-alunos, altamente satisfeitos com nossos cursos e com a metodologia de ensino NAVEG.

Agradecemos a todos que acreditaram neste projeto e aos nossos parceiros que nunca mediram esforços para viabilizar o NAVEG. Agradecemos de forma especial os professores, instrutores e colaboradores que fizeram do NAVEG o centro de excelência que é hoje.

O NAVEG, mais que um curso, é uma verdadeira família, é a Escola de Endoscopia Ginecológica onde o Brasil se encontra.

Junte-se a nós e faça parte desta família também.

 

Paulo Ayroza Ribeiro &
Helizabet Salomão Abdalla Ayroza Ribeiro

PÚBLICO ALVO

Contando com importante apoio da indústria farmacêutica e de equipamentos médicos o NAVEG atuará em todos os níveis da formação profissional do tocoginecologista e cirurgião gastrointestinal, desde a residência médica, aos cursos de pós graduação “sensu latu”, sem deixar de lado os profissionais já estabelecidos em suas práticas clínicas por este Brasil afora.

Pretendemos ainda abrir nossas portas a residentes e médicos de outras instituições e para as associações médicas para que o efeito multiplicador do conhecimento permita divulgar e democratizar a videocirurgia e a cirurgia minimamente invasiva em nosso país.

OBJETIVOS

  • Ampliar o acesso dos jovens cirurgiões às tecnologias de cirurgia minimamente invasiva, empregando ferramentas pedagógicas atuais e equipamentos de alta qualidade.
  • Consolidar o papel de nossa instituição como centro de referência na educação médica continuada e atualização em vídeocirurgia.